À primeira vista pode até parecer que não, mas a resposta é sim. O conceito de multitarefa é ter várias tarefas (ou aplicativos, ou serviços) rodando ao mesmo tempo, sem impedimentos nem limitações artificiais. Pode não parecer que o Android é assim porque duas aplicações nunca estarão rodando em primeiro plano ao mesmo tempo! O que isso significa? Que você nunca terá duas aplicações diferentes dividindo a tela do seu aparelho (a menos, claro, que sejam widgets).

Por exemplo: no computador você pode abrir uma planilha e junto escrever um email, deixando as duas janelas abertas lado a lado. No tablet não…vai precisar ficar passando de uma janela pra outra (não digo fazer no celular porque não acho que alguém seja masoquista a ponto de tentar fazer isso)!

Outro detalhe importante é que as telas entram num estado suspenso quando não são mais a tela atual (ou seja, quando foram pra segundo plano porque alguma outra tela foi mostrada). Mas isso acontece somente com a tela! O programa em si, se tiver outros processos, continuará rodando! E isso acontece inclusive com as telas do mesmo programa!

Um bom exemplo disso tudo é o Gtalk. Você está lá conversando com um amigo sobre a festa do final de semana, quando aparece um aviso de que seu chefe iniciou uma conversa. Chefe é chefe, e a menos que ele seja muito mala, melhor ver o que quer. Então você abre a janela da conversa com ele, mandando a conversa com seu amigo para segundo plano, e consequentemente suspendendo essa janela. Mas a conversa com ele não foi fechada, e se ele enviar mais alguma mensagem, você será avisado porque o serviço do Gtalk continua rodando lá em segundo plano! O serviço independe da tela, tanto que ele está lá rodando mesmo que não exista tela alguma do Gtalk aberta.

E quando as telas vão para segundo plano, e são suspensas, coisas interessantes podem acontecer. A principal delas é o aplicativo ser fechado! Isso acontece porque o Android pode precisar de mais memória para executar a tarefa atual, então aplicativos que não estão em primeiro plano serão fechados pelo sistema. É aqui que entra também o trabalho do desenvolvedor para fazer o programa de forma decente…

Como o Android é um robô legal, ele não vai fechar compulsoriamente um programa, mas sim vai pedir ao próprio programa que se feche, pois naquele momento ele não é necessário e está ocupando um espaço precioso na memória. Ao fazer esse pedido, o Android permite que o programa salve o estado, dados, histórico, informações ou o que quer que seja necessário para, quando o programa for aberto novamente, o usuário não ter perdido nada! Em programas bem feitos essas informações todas sobrevivem incluse a reinicializações do aparelho.

É facultado ao programa ignorar esse pedido. Na minha opinião os que fazem isso não estão bem feitos, pois podem estar interferindo no bom andamento do sistema como um todo. Deveriam no mínimo dar a opção ao usuário de decidir se, quando receber o aviso, o programa deve ser fechado ou não.