Na área de notificação ficam alguns indicadores, quase sempre de estado da bateria e sinal da rede de celular. Caso o wi-fi esteja ativado, também o seu sinal.

Sempre que houver uma conexão de dados no aparelho, através da rede móvel, ali vai aparecer uma indicação de qual tipo de rede está sendo usada. Há 4 possibilidades hoje:

  • G: o pior que pode acontecer! Significa que você está numa rede GPRS. Lembra dos primórdios da internet, onde a conexão era via modem? Então…GPRS costuma ser mais lento que um modem. É um pouco melhor que nada, mas bem pouco. A velocidade máxima de download é de 57.6kbps.
  • E: significa uma rede EDGE. Ela é também chamada de 2.5G ( ou 2G e meio). Até não muito tempo atrás era a rede mais comum aqui no Brasil. O máximo em download é de 236.8kbps.
  • 3G: nem preciso dizer o que significa, né? Velocidades de download de 384kbps (um pouco superior ao EDGE).
  • 3.5G: é chamado de HSDPA (High Speed Downlink Packet Access). As taxas máximas de download podem variar de 1.8mbps até 14mbps, dependendo da implementação da operadora. No Brasil a taxa mais comum é de 7mbps.
  • H: é a HSPA, rede que algumas operadoras estão começando a implantar no Brasil. Alguns podem achar que é o 4G, mas não é! O padrão 4G ainda, digamos assim, não existe como padrão….há várias tecnologias em teste ainda. Ele pode ser considerado um 3.5G plus.

A diferença do HSDPA para o HSPA é que o primeiro apenas mexe nas taxas de download. Para as taxas de upload existe o HSUPA. O HSPA é justamente a junção desses dois protocolos (HSDPA + HSUPA).

Velocidade máxima não significa que você terá essa velocidade! Ela é sempre considerada em CITP, ou Condições Ideais de Temperatura e Pressão. Traduzindo: na vida real nunca serão atingidas.

Agora já sabe: se aparecer no seu aparelho H ou 3.5G, ótimo! Se aparecer 3G ou E não comemore…..mas se for um G, sente e chore!