Já está correndo a notícia há algum tempo de que uma versão do Android para processadores x86 está a caminho. O que exatamente isso significa? Simples: todos os aparelhos que rodam o robô hoje em dia utilizam processadores de arquitetura ARM. Eles são mais simples, e portanto requerem menos energia para funcionar (eu diria que é o principal motivo de seu uso em larga escala nos aparelhos móveis: a bateria é sempre um gargalo).

Só que a Intel não quer ficar de fora da festa do Android, e ela é a maior fabricante de processadores na arquitetura x86. Outra bem conhecida é a AMD.
(mais…)