Mas apenas para aqueles que costumam instalar jogos, basicamente. Até ontem o tamanho máximo dos aplicativos na lojinha da Google era de 50MB. Isso é bastante para um aplicativo, diria eu que é muito mais do que o necessário, mas para jogos esse valor é baixo, principalmente para aqueles que usam e abusam do 3D. Por exemplo, o BackStab baixa um arquivinho de 1.5MB do Market…e na primeira execução lá vai ele buscar mais de 800MB nos servidores da Gameloft!

Hoje já é possível colocar arquivos de até 4GB nos servidores da Google. Claro, ainda há algumas limitações: o tamanho do programa em si (o apk), continua em 50MB. Mas agora é possível colocar outros 2 arquivos, de até 2GB cada um. A empresa sugere que a divisão dos arquivos seja de forma inteligente: um arquivo com dados que nunca mudarão, e outro para expansões, por exemplo. Dessa forma em caso de atualização, apenas um deles seria baixado de novo.

Essa alteração pode parecer boba, mas é um grande avanço! Primeiro porque livra os desenvolvedores de manterem servidores próprios para armazenar esses arquivos. E essa armazenagem externa traz consigo um problema que muitos enfrentam: não conseguir baixar os jogos! Ou porque os servidores foram mal dimensionados e vivem na sua capacidade máxima, ou até porque foram mal configurados e não permitem baixar os arquivos. E disso ainda vem mais um problema: o tempo para pedir o reembolso caso não goste do jogo!

Assim que termina de baixar e instalar o aplicativo o tempo de 15 minutos começa a rodar. Mas se você tem que baixar mais 200, 300, 500, 800MB de dados de algum lugar da internet esse tempo pode não ser viável! Dependendo da conexão, servidores e etc. pode acabar levando muito mais do 15 minutos para baixar o jogo todo, sendo impossível pedir o reembolso. Com os arquivos nos servidores da Google o tempo só vai começar a contar depois que tudo estiver no aparelho! Baixou 1GB, não gostou do jogo? É só pedir o reembolso.

Agora a parte curiosa sobre os números. Os 50MB para aplicativos é mais uma questão de legado. Nas primeiras versões do Android os programas eram sempre instalados na memória interna. Com programas grandes, a memória ia pro espaço rapidinho. Nas versões mais recentes do Android é possível colocar os programas no cartão de memória, mas para manter compatibilidade com o legado, deixaram o limite baixo. E por que 2 arquivos de 2GB cada?

Simples: os aparelhos que possuem cartão de memória normalmente o tem formatado no padrão VFAT (ou FAT32). Isso é para que ele possa ser lido em qualquer computador ou qualquer outro aparelho. E no padrão VFAT o tamanho máximo de um arquivo é de……2GB!